Julgue pela capa. Assim como a poesia, as imagens, também, são expressivas. Por isso, escolha o poema pela imagem que melhor traduz você nesse momento.

Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Tag:

Tradução das Palavras: Mauricio Silveira



Tradução das Palavras: Mauricio Silveira



Entrevista com Mauricio Silveira
Escritor e Autor da página Sentimento.Masculino

Td(F): Quando foi que você começou a escrever e publicar suas escritas?
Mauricio:  Quando eu comecei a escrever pensamentos e poesias, não tinha o intuito de publicá-los. As publicações vieram uns 2 anos após o início de tudo. Passei por uns momentos, digamos complicados, e usava a caneta e o papel como se fosse uma conversa com meu psicólogo. Me ajudou bastante, diga-se de passagem. Mas a escrita começou de outra forma para mim. Sou ator e me desafiei, primeiramente, a escrever e expor uma comedia teatral. Escrevi e depois produzi o espetáculo e quando estava rodando o Brasil em turnê, decidi que estava na hora de expor meus pensamentos e poesias que estavam engavetados. Assim começou o Sentimento.Masculino.

Td(F): Qual a sua trajetória como escritor?
Mauricio: Sou um novato aprendendo diariamente. Leio bastante e a cada dia quero me aperfeiçoar mais nessa arte linda que é escrever. Como citei acima, comecei a escrever para teatro e foi nessa ordem: Em 2013 escrevi a comedia “Pulando a Cerca”, depois em 2015 a comedia “Montanha Russa” e no mesmo ano a peça “A comédia que virou”. Em meados de novembro de 2015 criei o ig Sentimento.Masculino. Ano passado escrevi também a comedia Cômicosmaníacos. Tenho outras peças escritas, mas somente essas quatro chegaram ao palco. Pretendo em breve lançar meu primeiro livro de poesias e seguir escrevendo.

Td(F): Quando você costuma escrever?
Mauricio: Sem dúvidas prefiro escrever a noite, mas as vezes a ideia vem durante o dia, então escrevo de dia. As vezes estou caminhando na rua e penso em algo, então pego o celular e escrevo a ideia, depois desenvolvo o texto. Depende muito, mas prefiro escrever no silencio da noite.

Td(F): Você escreve com algum propósito?
Mauricio: Sempre digo que meu desejo é que minhas palavras levem amor. Digo também que não tenho as respostas, mas gosto de provocar reflexões. No teatro gosto de provocar os risos.

Td(F): Você tem algum estilo de escrita favorito? Qual?
Mauricio: Não tenho nenhum estilo favorito não. A única coisa que não gosto é de me apegar a regras. Acho que a escrita tem que vir de dentro, bem do fundo do peito. Gosto da poesia livre de regras e cheia de verdade.

Td(F): Mauricio, você imaginou, em algum momento, ter a repercussão que tem na página Sentimento.Masculino?
Mauricio: Essa pergunta me fez parar e pensar. Nunca fui muito de usar a internet, não conhecia a real força da divulgação virtual. Me surpreendeu!  Por isso sempre incentivo quem está na dúvida de publicar. O não nós já temos. Fico muito feliz em saber que muitas pessoas se identificam com meus escritos, isso significa que temos uma linha de pensamento parecida. Em meus textos falo de amor e esse assunto é de fácil identificação, pois todos nós amamos. O amor existe em todos os lugares e de todas as formas. 

Td(F): Como se originou e por que o nome “Sentimento Masculino”?
Mauricio: Como a ideia era de colocar sentimentos no papel e eu sou homem, pensei em Sentimento Masculino, com a sigla S.M, que é ao contrário de MS, Mauricio Silveira. Foi assim que cheguei ao nome.
Td(F): Encontrou alguma dificuldade ao apresentar suas escritas às pessoas?
Mauricio: A minha dificuldade inicial foi vencer a vergonha e uma certa insegurança. Tinha receio das críticas, mas quando é verdadeiro, quando você acredita, nenhuma dificuldade pode ser maior que a vontade de realizar.

Td(F): Escrever para você é um hobby ou você tem planos de viver profissionalmente como escritor?
Mauricio: Eu trabalho apenas com arte. Sou ator, dou aula de teatro, escrevo algumas peças. Vivo de arte e escrever faz parte do meu dia a dia.
Nunca me imaginei escritor, não me defino assim. Mas quero lançar um livro, depois quero lançar outro. Se Deus permitir quero me profissionalizar cada vez mais.

Td(F): Já pensou em parar de escrever em algum momento?
Mauricio: Como sou iniciante, ainda não tive essa crise existencial. Espero não ter, se é que me entende!
Td(F): Como grande escritor que é deixe uma mensagem para os nossos leitores.

Mauricio: Pode ser uma mensagem clichê, mas muito verdadeira?  “ Viva da melhor forma possível, busque sempre a evolução e compartilhe amor. A vida gosta de quem gosta dela.”

Sobre Tradução Dos Fatos

Não há descrição para apresentar “quem somos”, porque representamos muitos mais do que se pode descrever. Contudo, se satisfaz seus anseios, somos dois autores camuflados em três pseudônimos e incontáveis poesias, que encontram na arte de poematizar uma maneira de se refugiar, criticar, refletir e traduzir os (f)atos.

1 comentários: